Participação no EDMO: Dois manuais sobre desinformação para aplicar em Espanha e Portugal

O projeto IBERIFIER criou dois manuais sobre o combate à desinformação destinado a formadores e professores, revelou Vítor Tomé, investigador CIES- IUL e membro principal do IBERIFIER, na conferência anual European Digital Media Observatory, EDMO, que decorreu em Bruxelas, dia 13 e 14 de junho.

“Os manuais foram criados por elementos de vários membros do consórcio”, disse. “Foram, depois, partilhadas versões ‘draft’, que foram melhoradas em função dos comentários e sugestões. Agora estão a ser validadas com formadores e professores no terreno”. Após esta fase, serão utilizados nas formações em Portugal e Espanha.

Começaram, entretanto, as formações focadas em fact-checking para jornalistas, disse. Os cursos, que podem ter diferentes durações, de uma hora a oito horas, estão em fase de teste. Em função das reações dos participantes, poderão ser ajustados, e essa informação incorporada nos manuais para formadores e professores.

O investigador apresentou também alguns resultados de dois projetos que inspiraram o projeto IBERIFIER, que estão a ser desenvolvidos em Portugal, nomeadamente, Literacia para os Media e Jornalismo, que consiste na formação de jornalistas que depois formam professores e os acompanham nos projetos escolares; e a Academia de Cidadania Digital, que trabalha com crianças entre os três e os 10 anos, envolvendo professores, família e comunidade.

Vítor Tomé participou no painel “Media and Information Literacy”, em que participaram oito investigadores, entre eles, Sonia Livingstone, da London School of Economics and Political Science. A moderação coube a Sally Reynolds, da Media Learning Association.

Durante o encontro EDMO foi anunciado o novo “Code of Practice” para combater a desinformação, que melhora a obra de 2018. O documento resulta de um trabalho coordenado pela norte-americana Rebekah Tromble, da George Washington University e está conectado com o Digital Services Act, facto que lhe pode conferir maior eficácia, por antecipar a passagem da autorregulação para a corregulação. Prevê, entre outras iniciativas, ainda a criação de um centro de transparência.

Otros artículos

Debate na Associação Académica sobre como se deve desmascarar a desinformação

O curso "Literacia digital em ação contra a desinfomedia", promovido pelo projeto IBERIFIER; que juntou jornalistas da Rádio Universidade de Coimbra, de A Cabra, e outros estudantes universitários envolvidos em projetos de informação, terminou...

Curso para jornalistas em Coimbra: Desconfiar da foto do beijo do presidente

O curso de literacia digital contra a desinformação que decorreu dia 22 junho em Coimbra junto dos jornalistas do Diário de Coimbra começou pela crescente constatação de desconfiança sobre os conteúdos de média, demonstrada...

Digital News Report: Crise Comunicacional, interesse pelas notícias em queda

Gustavo Cardoso explicou na RTP que "vivemos numa crise comunicacional há algum tempo. Não é só uma crise ambiental". O coordenador do Obercom, Observatório de Comunicação, e do IBERIFIER, baseou-se nos dados do "Digital...

Primeiros resultados IBERIFIER: Existem 1248 marcas informativas em Portugal

Uma recolha de dados exaustiva permitiu identificar 1248 meios informativos em Portugal. Este é um dos dados preliminares da pesquisa levada a cabo, desde o início de 2022, pela equipa IBERIFIER portuguesa, que foi...

El Proyecto EFCSN publica los resultados de la Consulta Abierta sobre el Código de Estándares Europeos para verificadores

El proyecto European Fact-Checking Standards Network (EFCSN) ha publicado este 8 de junio un informe que resume los resultados de la Consulta Abierta, llevada a cabo a lo largo del mes de abril, sobre...