Guerra das palavras ganha pela Ucrânia

“Putin não está a querer o nosso coração, mas a manter o coração dos russos”, disse Gustavo Cardoso durante o programa “3 às 17 horas”, da RTP, exibido a 3 de março. O coordenador do projeto Iberifier, professor do ISCTE, explica que a forma como a comunicação política está a ser desenvolvida pelos líderes russo e ucraniano revela a estratégia em curso.

Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, é alguém que conhece bem a dinâmica da comunicação, afinal, foi um ator profissional reconhecido, e dirige a sua mensagem a uma audiência global. Vladimir Putin, um político de gabinete, procura justificar a guerra aos compatriotas. “A guerra das palavras está a ser ganha pela Ucrânia”, disse Gustavo Cardoso.

O eco da comunicação de Zelensky parece maior porque temos tendência a partilhar aquilo com que concordamos, sublinhou o investigador. De qualquer modo, neste início da guerra, “não podemos acreditar nem em Zelensky nem em Putin”. As baixas de militares, por exemplo, têm merecido melhor cobertura da imprensa ainda livre dentro da Rússia”.

https://www.rtp.pt/play/p9720/e602415/3-as-17

Otros artículos

Livro: pesquisas sobre os desafios que se colocam ao “podcast” e aos novos negócios

Dois artigos portugueses integram o livro "IWEMB2020, Fourth International Workshop on Entrepreneurship, Electronic and Mobile Business", dedicado aos novos formatos a explorar no jornalismo e comunicação. A coordenação coube a Stephan Bohm e Sig...

Literacia no terreno: jornalistas e professores juntos e jogos com notícias falsas

Vítor Tomé explicou no Webinar "Media Literacy in Practice", que decorreu a 16 de novembro, as particularidades dos projetos de literacia mediática que estão a ser desenvolvidos em Portugal e Espanha. Em Portugal, as...

Cidadãos partem das notícias dos jornalistas mas acrescentam-lhes informação

Os indivíduos não produzem jornalismo no sentido tradicional mas podem acrescentar elementos à informação e ganhar conhecimento acerca da notícia. Esta foi uma das conclusões proferidas por Miguel Crespo, coordenador do projeto IBERIFIER, durante...

Fazer literacia dos média apoiando professores e a partir da participação da comunidade escolar

Os professores começam por oferecer resistência às iniciativas de literacia por causa de duas razões: primeiro, temem que as lições interferiram no programa e no encadeamento das matérias planeadas; segundo, receiam não ter conhecimentos...

Estar informado significa encontrar o que se precisa sobre o que está a acontecer

No século XXI mudou a percepção sobre o "estar informado", começou por explicar Gustavo Cardoso ao programa "45 Graus", conduzido por José Maria Pimentel. No século passado significava estar atento às notícias, mas no...