Musk quer entrar no campo de futebol da democracia

A aquisição do Twitter por Elon Musk suscita questões e receios. “Elon Musk compra o campo de futebol onde a democracia se joga”, declarou Gustavo Cardoso, professor do ISCTE, dia 27 de abril, ao podcast “Explicador”, do Observador. O que significa que independentemente da manutenção das dinâmicas e da relativa independência, o Twitter passa a estar sob alçada de um proprietário.

Gustavo Cardoso alerta: hoje em dia não é só o jornalismo que usa esta mediação, são os políticos e os milhões de portugueses que a escolhem e também todos aqueles que gostavam de ser comentadores e jornalistas em Portugal. O Twitter é “um espaço onde a política está e onde a democracia também se constrói”. Os políticos escrevem no Twitter, os jornalistas vão buscar essas declarações ao Twitter, e escrever sobre elas, para depois serem comentadas através do mesmo Twitter.

Elon Musk está a tirar partido do “Capitalismo comunicacional”, que valoriza tudo o que se diz, ou seja, sabe ganhar dinheiro com o que se diz. Elon Musk fala e esses produtos são valorizados ainda que indiretamente, e tornam-se êxitos comerciais.

Rita Figueiras, professora da Universidade de Católica, outras das intervenientes no programa, lembra que esta questão traduz dois pontos de vista sobre o que se pretende da liberdade de expressão: restituí-la ou limitar essa liberdade de expressão. Uma das vantagens desta compra é precisamente esta nova discussão à volta da liberdade de expressão e do que deve ser a moderação.

Otros artículos

El observatorio europeo Iberifier, coordinado por la Universidad de Navarra, inicia en Pamplona su segunda etapa 

Compuesto por 25 entidades de España y Portugal, este centro promovido por la Comisión Europea continuará investigando sobre medios digitales y desinformación  Pamplona, 23 de mayo. El observatorio ibérico de medios digitales Iberifier (www.iberifier.eu), creado...

Relatório IBERIFIER: Verificadores apontam necessidade de formação em IA

O relatório "Necessidades e desafios do 'fact checking" em Portugal e Espanha", lançado esta sexta-feira pelo Observatório Ibérico de Média Digitais, IBERIFIER, apresenta as principais carências e desafios que se colocam na atualidade ao...

IBERIFIER Reports – Needs and challenges for Iberian fact-checkers

This IBERIFER report presents a crucial investigation conducted as part of Work Package 3 within the IBERIFIER project, focusing on fact-checkers in the Iberian Peninsula—their current state, and the training and technological needs that...

Relatório IBERIFIER: Os jovens são os que revelam mais desinteresse pelas notícias

O estudo "Padrões de consumo de desinformação em Portugal e Espanha", realizado pelas equipas IBERIFIER, coordenadas pela Universidade de Navarra, Espanha, e pelo ISCTE - IUL, em Portugal, indica que são as faixas mais...

IBERIFIER Reports – Disinformation consumption patterns in Spain and Portugal

In this report we conduct a systematic analysis of the matters pertaining to the spread and evolution of disinformation in Spain and Portugal, in terms of forms of consumption, platforms, narratives and permanent adaptation...