Suscitar reação é a base do negócio das redes

Gustavo Cardoso considera que o controlo do discurso de ódio exposto nas redes sociais enfrenta um problema estrutural que tem a ver com o próprio modelo de funcionamento destas empresas. A base do negócio das redes é precisamente a reação dos participantes. Ora, quando uma rede social se dispõe a moderar essa reação está a insurgir-se contra o seu princípio fundamental e está a prejudicar-se, explicou o sociólogo.

Em declarações à Antena 1, no “Espaço das 10”, de dia 5 de maio, a propósito do discurso de ódio durante a guerra na Ucrânia, o coordenador do Iberifier sublinhou que o crescendo do discurso de ódio em tempo de guerra é expectável. “A guerra incita ao ódio e à violência e portanto não é estranho que estes cresçam e surjam mais inflamados”, disse. https://www.rtp.pt/play/p517/e615258/espaco-das-10

Outro dos motivos para o crescendo do discurso de ódio relaciona-se com a “cultura de debate inflamado que domina, por exemplo, nas televisões”. Gustavo Cardoso explicou que a tendência na atualidade é depararmo-nos com discussões acesas, muito divididas em termos de posições. “As discussões são acaloradas mas não procuram consenso, mas apenas mais oposição”.

O cientista político António Costa Pinto, outro dos convidados, lembrou que o discurso de ódio faz parte da estrutura das sociedades. “O que tem acontecido é que os Estados modernos foram exercendo regulamentação, limitando-os”.

Otros artículos

Bruxelas: Importância da formação para jornalistas e preparação dos jovens para a cidadania digital

Vitor Tomé, especialista em literacia para os média, membro da equipa de investigadores do IBERIFIER, participou na Semana Europeia da Juventude, que decorreu entre 12 e 19 de abril, no Parlamento Europeu, em Bruxelas....

Eleições em Portugal: MediaLab detecta anúncios políticos pagos por empresas estrangeiras em Portugal

Os investigadores do laboratório de média, MediaLab, do ISCTE - IUL, coordenados por Gustavo Cardoso, também responsável pelo IBERIFIER em Portugal, descobriram sinais de interferência externa na comunicação relacionada com a campanha política, que...

Conferência em Bruxelas: Formação em literacia nas universidades está no começo

No encontro de especialistas em Literacia para os Média, "Media literacy matters" https://www.mediawijs.be/en/medialiteracymatters, que decorreu em Bruxelas, de 27 de fevereiro a 1 de março, debateu-se, entre outros temas, o papel das iniciativas que...

Iberifier asesora al Congreso de los Diputados con evidencia científica sobre desinformación

La Oficina C, Oficina de Ciencia y Tecnología del Congreso de los Diputados en España, ha publicado recientemente un informe sobre Desinformación en la era digital. Este documento reúne evidencia científica en torno a...

IBERIFIER presenta los resultados de tres años de investigación sobre desinformación y medios digitales

El observatorio IBERIFIER, coordinado desde la Universidad de Navarra, ha compartido recientemente en la Asociación de la Prensa de Madrid (APM) el progreso de su investigación sobre la propagación de la desinformación en medios...