Projeto português apresentado no Conselho da Europa


O projeto “Academia de Cidadania Digital”, que incluiu atividades de verificação de informação
e de combate à desinformação com crianças da Educação pré-escolar (3-6 anos) e do 1º Ciclo
(6-10 anos), foi apresentado dia 1 de Junho, no Conselho da Europa, como exemplo de boa prática a
seguir para implementar o modelo de Educação para a Cidadania Digital que aquela instituição
europeia preconiza.


A apresentação do investigador Vitor Tomé teve lugar durante uma reunião do projeto “Digital Citizenship Education”,
realizada no edifício Agora, em Estrasburgo, na qual estiveram presentes os especialistas do
projeto e a rede internacional de promotores da Cidadania Digital, em representação de 20
dos 46 países membros do Conselho.


Na mesma reunião foram apresentados os resultados de uma pesquisa internacional, que envolveu 17
países, a qual revelou que a Educação para a Cidadania Digital apenas faz parte dos curricula
da Educação Pré-escolar num dos países, pelo que é necessário investir naquele nível de
ensino, o que conferiu uma visibilidade maior à Academia, a qual integra a rede IBERIFIER.


Otros artículos

Evento online: Increasing seniors’ resilience against mis- and disinformation: International examples

“Increasing seniors’ resilience against mis- and disinformation: International examples” es un evento online que tendrá lugar el día 17 de enero de 2023, organizado por el proyecto “SUM - Seniors United against Misinformation....

Televisão: Qual será o lugar das emoções na política?

"Os cidadãos criticam os políticos por estarem fora da realidade mas as emoções fazem parte da realidade", referiu Miguel Crespo, no programa "Linha da Frente", intitulado "Os políticos também dançam", transmitido em horário nobre...

Pós-graduação: Ser especialista em “Informação, Desinformação e Fact-Checking”

O Instituto para as Políticas Públicas e Sociais, IPPPS e o Instituto Superior das Ciências do Trabalho e da Empresa, ISCTE, preparam uma pós-graduação que se foca nos processos da informação, seu reverso ou...

Balanço de 2022: o ano do desaparecimento das oposições, da comunicação política e do “sozinho em Belém”

O ano de 2022 foi ao ano do desaparecimento das oposições do espaço mediático, disse Gustavo Cardoso, coordenador do Observatório IBERIFIER no programa "Espaço das 10", da Antena 1, transmitido no dia 26 de...

“As pessoas são a mensagem”, diz Gustavo Cardoso

O próximo livro de Gustavo Cardoso acrescenta um contributo à análise do fenómeno comunicativo. No seu entender, a mediação assume-se como padrão no ato comunicativo e o ato comunicativo, por sua vez, desenrola-se em...