Curso para jornalistas em Coimbra: Desconfiar da foto do beijo do presidente

O curso de literacia digital contra a desinformação que decorreu dia 22 junho em Coimbra junto dos jornalistas do Diário de Coimbra começou pela crescente constatação de desconfiança sobre os conteúdos de média, demonstrada pela primeira reação à foto em que o presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa beija a barriga de uma grávida, que se tornou viral na semana anterior. Quando surgiu a imagem, questionaram: “Será verdadeira?”.

No final da formação, um denominador comum nos seus comentários: a utilidade de possuir mais conhecimentos e ferramentas para lidar com a desinformação. Sublinharam ainda que a informação sobre estas matérias é decisiva para o futuro do jornalismo e que por isso deveria chegar a muitos outros jornalistas e públicos.

A primeira parte da formação, que consistiu numa abordagem teórica sobre conceitos relacionados com o tema e sua problematização, teve uma participação elevada, destacando-se o diálogo entre estagiários e jornalistas experientes.

Na segunda parte, avaliaram-se materiais “suspeitos” que se tornaram virais nas redes sociais e aplicaram-se conhecimentos recorrendo a aplicações para esse efeito.

O primeiro curso “Literacia Digital em ação contra a ‘desinfomedia'” aconteceu nos Açores. Dina Margato, da equipa IBERIFIER, foi a responsável pela condução deste “workshop” em Coimbra.

Ainda em fase piloto, o “workshop” integra um conjunto de iniciativas que destinadas a jornalistas, formadores e professores, com o objetivo que explicar como se processa a desinformação, desde a sua produção, aos seus efeitos.

Em Espanha, estão também a decorrer cursos similares junto de jornalistas e estudantes de jornalismo

Otros artículos

Livro: pesquisas sobre os desafios que se colocam ao “podcast” e aos novos negócios

Dois artigos portugueses integram o livro "IWEMB2020, Fourth International Workshop on Entrepreneurship, Electronic and Mobile Business", dedicado aos novos formatos a explorar no jornalismo e comunicação. A coordenação coube a Stephan Bohm e Sig...

Literacia no terreno: jornalistas e professores juntos e jogos com notícias falsas

Vítor Tomé explicou no Webinar "Media Literacy in Practice", que decorreu a 16 de novembro, as particularidades dos projetos de literacia mediática que estão a ser desenvolvidos em Portugal e Espanha. Em Portugal, as...

Cidadãos partem das notícias dos jornalistas mas acrescentam-lhes informação

Os indivíduos não produzem jornalismo no sentido tradicional mas podem acrescentar elementos à informação e ganhar conhecimento acerca da notícia. Esta foi uma das conclusões proferidas por Miguel Crespo, coordenador do projeto IBERIFIER, durante...

Fazer literacia dos média apoiando professores e a partir da participação da comunidade escolar

Os professores começam por oferecer resistência às iniciativas de literacia por causa de duas razões: primeiro, temem que as lições interferiram no programa e no encadeamento das matérias planeadas; segundo, receiam não ter conhecimentos...

Estar informado significa encontrar o que se precisa sobre o que está a acontecer

No século XXI mudou a percepção sobre o "estar informado", começou por explicar Gustavo Cardoso ao programa "45 Graus", conduzido por José Maria Pimentel. No século passado significava estar atento às notícias, mas no...