“As pessoas são a mensagem”, diz Gustavo Cardoso

O próximo livro de Gustavo Cardoso acrescenta um contributo à análise do fenómeno comunicativo. No seu entender, a mediação assume-se como padrão no ato comunicativo e o ato comunicativo, por sua vez, desenrola-se em função do que o outro já, previamente, comunicou. O título da obra, “A Comunicação da Comunicação”, inspira-se numa frase proferida pelo historiador Umberto Eco. O subtítulo, em letras mais pequenas, evoca a frase do visionário Marshall McLuhan “O meio é a mensagem”. Cardoso propõe agora: “As pessoas são a mensagem”.

“Nas palavras de Umberto Eco”, refere Gustavo Cardoso, “a comunicação da comunicação é um fenómeno novíssimo. Mas também é um fenómeno tradicional na comunicação interpessoal, tipificando quando alguém conta algo a outra pessoa, a qual, por sua vez, conta ao seguinte e por aí adiante”. A novidade, sublinha na introdução à obra, editada pela Mundos Sociais, reside no facto de a comunicação hoje ser maioritariamente mediada. Cardoso tem dedicado a sua carreira ao estudo do impacto da internet nos novos modelos de comunicação e na sociedade.

O livro do coordenador do projeto IBERIFIER está dividido em três grandes capítulos: A mediação algorítmica nos ecrãs; a comunicação em rede, e a cultura mediatizada. No primeiro, destacam-se os temas “o meio não é a mensagem” e a “sociologia da mediação algorítmica”. Na segunda parte, analisam-se a crise comunicacional, a “novelização” noticiosa, e populismo comunicacional, entre outros. O último capítulo explora as questões das pessoas, mensagem e cultura; partilha, produção e classificação da experiência. O livro estará disponível em breve no site da editora Mundos Sociais e o seu lançamento ocorrerá no início de 2023.

Otros artículos

El observatorio europeo Iberifier, coordinado por la Universidad de Navarra, inicia en Pamplona su segunda etapa 

Compuesto por 25 entidades de España y Portugal, este centro promovido por la Comisión Europea continuará investigando sobre medios digitales y desinformación  Pamplona, 23 de mayo. El observatorio ibérico de medios digitales Iberifier (www.iberifier.eu), creado...

Relatório IBERIFIER: Verificadores apontam necessidade de formação em IA

O relatório "Necessidades e desafios do 'fact checking" em Portugal e Espanha", lançado esta sexta-feira pelo Observatório Ibérico de Média Digitais, IBERIFIER, apresenta as principais carências e desafios que se colocam na atualidade ao...

IBERIFIER Reports – Needs and challenges for Iberian fact-checkers

This IBERIFER report presents a crucial investigation conducted as part of Work Package 3 within the IBERIFIER project, focusing on fact-checkers in the Iberian Peninsula—their current state, and the training and technological needs that...

Relatório IBERIFIER: Os jovens são os que revelam mais desinteresse pelas notícias

O estudo "Padrões de consumo de desinformação em Portugal e Espanha", realizado pelas equipas IBERIFIER, coordenadas pela Universidade de Navarra, Espanha, e pelo ISCTE - IUL, em Portugal, indica que são as faixas mais...

IBERIFIER Reports – Disinformation consumption patterns in Spain and Portugal

In this report we conduct a systematic analysis of the matters pertaining to the spread and evolution of disinformation in Spain and Portugal, in terms of forms of consumption, platforms, narratives and permanent adaptation...