Congresso dos Jornalistas: “A desinformação triunfa quando consegue que as pessoas duvidem de tudo”, diz Ramón Salaverría

O coordenador principal do projeto IBERIFIER, Ramón Salaverría, declarou no painel dedicado à literacia que integrou o V Congresso dos Jornalistas, que decorreu em Lisboa de 18 a 21 de janeiro, que o jornalismo precisa da literacia e deu um exemplo concreto: “Quando se mostra e ensina aos cidadãos a importância das fontes, isso transmite uma valorização do trabalho jornalístico. Quando se mostra que não é simples produzir jornalismo, estamos a mostrar que eventuais falhas não são deliberadas”. As notícias do congresso produzidas pelos estudantes estão reunidas neste site: https://congressojornalistas.pt/.

O painel que partia da questão “O jornalismo precisa de literacia para os média?” contou com Sofia Branco, diretora da Associação de Literacia para os Media e Jornalismo, Vítor Tomé, especialista internacional em Educação para a Cidadania Digital (Conselho da Europa); Maria João Brites, investigadora do Youth, News and Digital Citizenship, YouNDigital.

Todos eles responderam afirmativamente à questão colocada. Ramón Salaverría apontou o problema da credibilidade ao jornalismo e sublinhou que “a desinformação triunfa quando consegue que as pessoas duvidem de tudo”. Vítor Tomé explicou que a literacia não corresponde muitas vezes aos que as pessoas pensam que é. E, por isso, ela não é a panaceia para todos os males relacionados com a desinformação: “Ajuda, contribui, mas não resolve todos os problemas”, declarou.

Maria José Brites apoiou-se num estudo recente, ainda em fase de preparação, para falar do relacionamento dos jovens com as notícias. Mais de metade dos jovens ouvidos considera as notícias aborrecidas e uma percentagem muito semelhante nota ausência da sua presença nos conteúdos informativos.

Sofia Branco alertou para a necessidade do jornalismo fazer mais auto crítica. Está convencida que se os jornalistas se interrogarem mais e mostrarem aos cidadãos como se faz as notícias, despirem o processo de produção da notícia, o jornalismo sai valorizado.

Otros artículos

El observatorio europeo Iberifier, coordinado por la Universidad de Navarra, inicia en Pamplona su segunda etapa 

Compuesto por 25 entidades de España y Portugal, este centro promovido por la Comisión Europea continuará investigando sobre medios digitales y desinformación  Pamplona, 23 de mayo. El observatorio ibérico de medios digitales Iberifier (www.iberifier.eu), creado...

Relatório IBERIFIER: Verificadores apontam necessidade de formação em IA

O relatório "Necessidades e desafios do 'fact checking" em Portugal e Espanha", lançado esta sexta-feira pelo Observatório Ibérico de Média Digitais, IBERIFIER, apresenta as principais carências e desafios que se colocam na atualidade ao...

IBERIFIER Reports – Needs and challenges for Iberian fact-checkers

This IBERIFER report presents a crucial investigation conducted as part of Work Package 3 within the IBERIFIER project, focusing on fact-checkers in the Iberian Peninsula—their current state, and the training and technological needs that...

Relatório IBERIFIER: Os jovens são os que revelam mais desinteresse pelas notícias

O estudo "Padrões de consumo de desinformação em Portugal e Espanha", realizado pelas equipas IBERIFIER, coordenadas pela Universidade de Navarra, Espanha, e pelo ISCTE - IUL, em Portugal, indica que são as faixas mais...

IBERIFIER Reports – Disinformation consumption patterns in Spain and Portugal

In this report we conduct a systematic analysis of the matters pertaining to the spread and evolution of disinformation in Spain and Portugal, in terms of forms of consumption, platforms, narratives and permanent adaptation...