Congresso dos Jornalistas: “A desinformação triunfa quando consegue que as pessoas duvidem de tudo”, diz Ramón Salaverría

O coordenador principal do projeto IBERIFIER, Ramón Salaverría, declarou no painel dedicado à literacia que integrou o V Congresso dos Jornalistas, que decorreu em Lisboa de 18 a 21 de janeiro, que o jornalismo precisa da literacia e deu um exemplo concreto: “Quando se mostra e ensina aos cidadãos a importância das fontes, isso transmite uma valorização do trabalho jornalístico. Quando se mostra que não é simples produzir jornalismo, estamos a mostrar que eventuais falhas não são deliberadas”. As notícias do congresso produzidas pelos estudantes estão reunidas neste site: https://congressojornalistas.pt/.

O painel que partia da questão “O jornalismo precisa de literacia para os média?” contou com Sofia Branco, diretora da Associação de Literacia para os Media e Jornalismo, Vítor Tomé, especialista internacional em Educação para a Cidadania Digital (Conselho da Europa); Maria João Brites, investigadora do Youth, News and Digital Citizenship, YouNDigital.

Todos eles responderam afirmativamente à questão colocada. Ramón Salaverría apontou o problema da credibilidade ao jornalismo e sublinhou que “a desinformação triunfa quando consegue que as pessoas duvidem de tudo”. Vítor Tomé explicou que a literacia não corresponde muitas vezes aos que as pessoas pensam que é. E, por isso, ela não é a panaceia para todos os males relacionados com a desinformação: “Ajuda, contribui, mas não resolve todos os problemas”, declarou.

Maria José Brites apoiou-se num estudo recente, ainda em fase de preparação, para falar do relacionamento dos jovens com as notícias. Mais de metade dos jovens ouvidos considera as notícias aborrecidas e uma percentagem muito semelhante nota ausência da sua presença nos conteúdos informativos.

Sofia Branco alertou para a necessidade do jornalismo fazer mais auto crítica. Está convencida que se os jornalistas se interrogarem mais e mostrarem aos cidadãos como se faz as notícias, despirem o processo de produção da notícia, o jornalismo sai valorizado.

Otros artículos

Iberifier asesora al Congreso de los Diputados con evidencia científica sobre desinformación

La Oficina C, Oficina de Ciencia y Tecnología del Congreso de los Diputados en España, ha publicado recientemente un informe sobre Desinformación en la era digital. Este documento reúne evidencia científica en torno a...

Investigador IBERIFIER: Miguel Crespo é o novo director do Cenjor, escola de referência para jornalistas

O investigador do IBERIFIER Miguel Crespo é o novo director do Centro Protocolar de Formação Profissional para Jornalistas, Cenjor. Miguel Crespo é professor no ISCTE - IUL, Instituto Universitário de Lisboa, especialista em novos...

Relatório sobre tendências de média: o desafio da diferenciar o jornalismo de outros conteúdos

O documento sobre "as tendências e inovação dos média no ecossistema português e espanhol", produzido pelo IBERIFIER e publicado no dia 10 de janeiro, aponta, além de tendências, alguns desafios à atividade jornalística. Um...

Novo relatório IBERIFIER: IA, verificação de factos e formatos visuais entre as tendências de média para os próximos anos

O primeiro relatório deste ano do Observatório Ibérico de Média Digitais e da Desinformação, IBERIFIER, é sobre o tema das novas tendências de média para 2025/2030. Entre as conclusões do documento "Análise de tendências...

El observatorio IBERIFIER publica el informe “Análisis de las tendencias e innovaciones en el ecosistema mediático de España y Portugal (2025-2030)”

El informe “Análisis de las tendencias e innovaciones en el ecosistema mediático de España y Portugal (2025-2030)” ha sido publicado hoy por IBERIFIER, el observatorio contra la desinformación en España y Portugal. Este informe...